UFR-PI R$ 3,20Taxa SELICMapa do Site

Acesso rápido

Do que você precisa?

Dar Web
Seg, 07 de Agosto de 2017 10:13   -  

Estado reduz despesas correntes em R$ 110 milhões no primeiro semestre de 2017

PDF Imprimir E-mail

emilio jj2

Buscando alternativas para manter o equilíbrio fiscal do Estado, o Piauí conseguiu reduzir R$ 110 milhões em contratações de despesas correntes, no primeiro semestre de 2017, a partir da análise orçamentária e financeira realizadas pela Unidade de Gestão do Gasto (UNIGGP).

 

“O Governo tem se preocupado em alavancar os investimentos no Estado do Piauí, e, para isso, além de buscar novos recursos com a contratação de operações de crédito, está sendo realizada uma alocação mais eficiente dos recursos públicos”, afirma o Superintendente do Tesouro, Emílio Júnior.

 

Ele ressalta que essa economia está sendo possível graças à implantação da Unidade de Gestão e Programação do Gasto Público (UNIGGP), na Secretaria de Fazenda, que tem como principal finalidade a implementação de uma política de melhorar a eficiência do gasto público, que o Governo do Piauí vem adotando.

 

Atualmente a UNIGGP analisa todos os processos de contratação e pagamento do Estado, verificando a compatibilidade da contratação com a realidade orçamentária e financeira do Estado do Piauí.

 

Essas novas contratações se referem, principalmente, a despesas com manutenção da máquina administrativa, tais com serviços de locação de mão de obra terceirizada, locação de veículos, combustível, material de expediente, serviços gráficos, consultorias etc.

 

Além disso, o Estado do Piauí vem buscando economizar com despesas não contratuais, tais como diárias e suprimento de fundos, por meio da aplicação do Decreto nº 17.074/2017, que determinou a redução dessas despesas em um percentual mínimo de 30%.

 

Escrito por Luciana - ASCOM